O que é e o que faz o Comitê de Política Monetária (Copom)

Instituída há 24 anos, a equipe atua de forma determinante na normatização da política monetária e taxa de juros do Banco Central

O Comitê de Política Monetária (Copom) é um grupo formado por integrantes do Banco Central, que se reúnem a cada 45 dias para definir as diretrizes da política monetária, apresentar o Relatório de Inflação e determinar a taxa básica de juros da economia — a famosa Taxa Selic. Saiba mais sobre este comitê:

Quem são as pessoas quem fazem parte do Copom?

Além do presidente do Banco Central, participam os diretores das seguintes áreas do BC: Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos (Deban), Departamento de Operações do Mercado Aberto (Demab), Departamento Econômico (Depec), Departamento de Estudos e Pesquisas (Depep), Departamento das Reservas Internacionais (Depin) e Departamento de Assuntos Internacionais (Derin).

Como o Copom toma suas decisões?

Para chegar às resoluções, os integrantes reúnem-se a cada 45 dias. As reuniões do Copom duram dois dias, durante os quais se analisam os riscos associados ao cenário econômico: as expectativas da inflação, o nível de atividade econômica, as finanças públicas, economia internacional, operações de mercado aberto, entre outras expectativas gerais para variáveis macroeconômicas. Com base nessas informações, todos os membros presentes votam. Seus votos são divulgados e, com base na regra de maioria simples, a taxa Selic é definida.

Transparência

Para cumprir adequadamente suas metas de transparência, o Banco Central disponibiliza os comunicados das decisões do Copom, sempre após o término da segunda fase das reuniões, além das atas de reunião, que são divulgadas às terças da semana posterior a cada encontro, dentro do prazo de seis dias úteis.

Você sabia?

O Comitê de Política Monetária (Copom) foi criado no dia 20 de junho de 1996, para tomar decisões relativas às políticas monetárias, de forma que a transparência, a comunicação com a sociedade e o processo de tomada de decisões fiquem sempre fortalecidos.

Para isso, na época, foram tomados como exemplos os processos instituídos pelo Federal Open Market Committee (FOMC), no Banco Central dos Estados Unidos; e pelo Central Bank Council, no Banco Central da Alemanha. Hoje, a prática é adotada por uma série de autoridades monetárias em todo o mundo, como o Banco Central Europeu, que o faz desde a criação da moeda única, em janeiro de 1999; e o Banco da Inglaterra, que instituiu o seu Monetary Policy Committee (MPC) em 1998.