Setembro Amarelo: Entenda a importância da saúde emocional

No mês da prevenção ao suicídio, vencer preconceitos é o maior desafio

Anualmente, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina, (CFM), organiza nacionalmente pautas e ações para conscientizar os brasileiros sobre a importância de compreender amplamente a necessidade da saúde emocional como prevenção ao suicídio. A data oficial de prevenção ao suicídio é no dia 10 de setembro.

De acordo com informações da OMS, a cada ano, os índices de suicídio no Brasil aumentam. Nos últimos 28 anos a taxa chegou a 30% a mais que nos anos anteriores. O aumento expressivo colocou o Brasil em oitavo lugar no ranking de países com maiores índices de suicídio no mundo.

Segundo estimativas do DATASUS, foram contabilizadas 195.979 mortes autoprovocadas entre 1996 e 2017.

Desse total, 79,02% foram autoprovocadas por homens, na maioria negros, o que significa que para cada mulher que se mata, há, em média, quatro indivíduos do sexo oposto que cometem suicídio.

Para a maioria dos especialistas, a maioria esmagadora de pessoas do sexo masculino deve-se à enorme dificuldade que os homens encontram para admitir problemas emocionais por pressões e preconceitos da sociedade.

Ao acender o alerta para a alta periculosidade de problemas emocionais como gatilhos para o suicídio, a OMS indica que 96,8% dos casos de mortes autoprovocadas no mundo são advindas de transtornos emocionais e está entre as 3 primeiras causas de mortes em jovens de 15 a 29 anos.

Procurar ajuda é um ato de coragem

Para pessoas que estão sentindo o ânimo se esvair e começam a apresentar problemas de caráter emocional, o melhor momento para se tratar é agora.

Caso você conviva a anos com sintomas de ansiedade, depressão, síndrome do pânico, dependência química ou demais transtornos e sinta que precisa de auxílio, não hesite em buscar ajuda. O foco da campanha é vencer o preconceito.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, o suicídio não é, comumente, proveniente de planejamento: costuma acontecer por impulso tendencioso em momentos de crise.

Para validar os perigos a que pessoas com transtornos estão expostas, seja por falta de tratamento ou pela dificuldade de encontrarem uma rede de apoio familiar ou social, o mês de setembro é inteiramente dedicado à informação dos temas que estão relacionados à saúde emocional e à importância do tratamento: os dados demonstram que, aproximadamente 50% das pessoas que se suicidam, nunca procuraram ajuda profissional.

Vale ressaltar que, de acordo com informações dos órgãos públicos, o Centro de Valorização da Vida (CVV) promove apoio emocional e prevenção ao suicídio, com atendimentos gratuitos a qualquer pessoa. O centro garante sigilo total e atende por telefone, e-mail e chat 24 horas por dia, nos sete dias da semana, pelo telefone 188.

Valorize a vida vencendo o preconceito. Ajude a si mesmo ou a quem precisa de suporte em momentos de dificuldade emocional.

Tags: saúde emocional setembro amarelo