Pix Saque e Pix Troco começam a funcionar

Opção permite saque via Pix em estabelecimentos e caixas eletrônicos

Em funcionamento desde 29 de novembro, o Pix saque e o Pix Troco passaram a permitir que usuários saquem dinheiro em espécie em estabelecimentos comerciais participantes e caixas eletrônicos cadastrados com essa opção.

Variando no modo como o saque funciona, há distinção entre o Pix Saque e o Pix troco, confira:

Pix Saque

Nesta opção, o usuário utiliza o QR code, realiza um pix para o estabelecimento em que está e recebe o valor que transferiu.

Pix Troco

Com o Pix Troco, o usuário pode transferir um valor a mais por sua compra (realizar uma compra de R$ 100,00 e transferir R$150,00, por exemplo) e recebe o valor a mais em cédulas.

Para ambas as opções, há definido o limite de R$ 500,00 durante o dia, e de R$ 100,00 à noite.

Segundo informações do Banco Central (BC), a opção está disponível, no entanto, não é uma obrigatoriedade, muito embora represente benefícios: o comércio que disponibilizar o serviço, receberá uma tarifa pela operação, que pode variar entre R$ 0,25 e R$ 0,95 por transação.

A estipulação da tarifa dependerá da instituição financeira do comerciante e será paga por ela: o consumidor não será cobrado.

Para o Banco Central, a opção traz mais comodidade aos usuários e reflete um ponto econômico positivo para os estabelecimentos. O serviço está limitado a 8 operações mensais por Pessoa Física.

Tags: Pix Saque Pix Troco saque transação financeira

Veja mais